Acesso ao portal do aluno

Notícias

O papel do gestor nas decisões e ações

Publicado em 09/08/2017

Para o gerente, tão importante quanto agir é saber a verdade da situação da empresa

Neste artigo quero compartilhar a minha experiência atuando em RH por quase 20 anos, e espero contribuir de alguma forma com outros colegas de profissão e também com dirigentes de empresas, de modo a mostrar que, valorizar o capital humano e elaborar estratégias para melhorar o clima organizacional podem contribuir de forma significativa para os resultados do negócio.

Na atualidade, principalmente num momento de crise e incertezas mercadológicas, o RH precisa estar mais do que nunca alinhado com a estratégia e a sustentabilidade, buscando ser um verdadeiro parceiro do negócio e um agente de mudanças que atue com políticas inovadoras.

Precisa estar focado nas pessoas e ao mesmo tempo ser estratégico. Para isso, precisa estar presente em tudo que a empresa faz, tem que participar ativamente do planejamento estratégico da organização, ter foco nos resultados e ter indicadores claros e precisos, pois estes, além de proporcionar conhecimento do ambiente interno e externo da empresa, ajudarão no delineamento de estratégias.

Pensando assim, não podemos nos esquecer que a alta direção de uma organização sempre quer ouvir sobre números. Por isso, ao criar uma nova relação de RH, é importante mostrar o impacto com indicadores mensuráveis, mostrando a relação das métricas internas de RH (focadas em pessoas) com as metas da empresa (operadas mais no desempenho financeiro).

Penso que para ser estratégico, o RH precisa ter algumas competências que o ajudarão a atuar de maneira eficaz na organização, como boa comunicação, visão sistêmica, proatividade, capacidade de negociação e de liderança. Ele precisa conhecer bem a empresa, sua política, missão, visão e valores e entender a linguagem das mais diversas áreas, pois desta forma poderá ter acesso mais facilmente a informações relevantes e assim, participar efetivamente do planejamento estratégico e das decisões importantes do negócio.

O RH deve ainda, trabalhar com metas e objetivos bem definidos, de forma que auxilie a organização a atingir o que foi proposto em sua missão e visão.

Aqui na SAMA o RH é responsável pelo pilar “Pessoas” no planejamento estratégico, o que impacta diretamente em nossos resultados e evidencia a valorização das pessoas em todo processo, gerando uma gestão participativa onde ao final todos ganham.

Na minha visão, o mais importante de tudo é a alta direção da empresa entender que o RH e consequentemente as pessoas, são parte integrante e essencial do modelo de resultados de negócio da empresa. O RH deve ter autonomia, liberdade e participar ativamente do planejamento estratégico da organização, gerando nessa relação empresa/colaboradores valores agregados para ambos.

Nestes dois últimos anos, devido à situação mercadológica, nossa empresa foi impactada pela queda drástica nas vendas, levando-nos a reinventar e buscar novas alternativas para sobreviver nesse momento de turbulência e de muitas incertezas, onde foi e continua sendo inevitável o corte de despesas e a redução de custos, estando aqui incluída a inevitável reestruturação com unificação de áreas e a redução também do efetivo.

Ser Gestor de RH nesses momentos torna-se ainda mais desafiador, mas é aí que entra a “capacidade de pensar fora da caixa”, pois a criatividade é a ferramenta mais adequada para encontrarmos maneiras de fazer mais com menos.

Atuando como gerente de RH durante todos esses anos, aprendi na prática que são os colaboradores que fazem as coisas acontecerem dentro de uma empresa, desta forma, procuro estar sempre atento às suas expectativas, bem como às necessidades da organização, buscando assim, harmonizar esses dois lados.

Como consequência dessa gestão participativa, onde o colaborador é respeitado, desenvolvido e valorizado, posso dizer que trabalhar na área de Recursos Humanos de uma empresa como a SAMA me dá a oportunidade de vivenciar também grandes alegrias, conforme evidenciamos abaixo os resultados conquistados pela empresa nos últimos anos:

– Nos últimos 08 anos elevamos o clima organizacional de 63% para acima de 80%, sendo que nos dois últimos anos esse percentual ficou acima de 91%;

– Há 04 anos consecutivos a SAMA está no Ranking das “Melhores Empresas para Trabalhar na América Latina”, se posicionando na 4ª colocação em 2016 e 2ª colocação em 2017;

– Nos últimos dois anos 1ª colocação no ranking das “Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil”, pelo Instituto Great Place To Work e Revista Época;

– 1ª colocação no ranking das “Melhores Empresas para Trabalhar no Centro-Oeste” em 2014, 2015, 2016 e 2017, pelo Instituto Great Place To Work e Jornal O Popular;

– Há mais de 08 anos consecutivos no ranking das “Melhores Empresas para Você Trabalhar”, pelo Instituto FIA de Administração e Revista VOCÊ S.A./EXAME, sendo que nos últimos 06 anos na 1ª colocação nas categorias Indústrias Diversas/Mineração.

– 1º lugar em Gestão Ambiental e Sustentabilidade no Prêmio “Top of Mind de RH” em 2016.

– Top 5 nos anos de 2016 e 2017 na categoria – Dirigente de RH no prêmio “Top of Mind de RH”.

Como evidenciei acima, experiências com pessoas são sempre as mais gratificantes. Mas fazer a gestão de pessoas é também uma atividade de mão dupla. Aprendemos tanto quanto ensinamos. Desenvolvemos tanto quanto nos desenvolvemos. E hoje me vejo como uma pessoa que muito deu e que muito mais recebeu. Me vejo como um profissional realizado, mas sem medo de aprender sempre, a cada dia. Mas também consigo ver com clareza as responsabilidades que me cercam diariamente. E para fazer a diferença, vencer desafios, e entregar resultados, tenho claros em minha mente, os valores de compromisso e responsabilidade que me conduziram durante toda a minha vida profissional, e uma conduta que considero moral e ética: o interesse genuíno pelas pessoas, pelo seu desenvolvimento e pela sua qualidade de vida.

Com esta minha vivência espero contribuir para o despertar de uma mudança comportamental por parte de alguns colegas da área de Recursos Humanos e também dirigentes de empresas que ainda não veem as pessoas como o ativo mais importante para o sucesso de uma organização.

Moacyr de Melo Júnior é Gerente de Recursos Humanos da SAMA S.A. – Minerações Associadas

Postado em: 09/08/2017
0 comentário(s)



Rodape Psicoped

Onde estamos

Rua Alceu Amoroso Lima, 668, Ed. América Towers, salas 803 / 811. Caminho das árvores, Salvador, Ba. (71) 3037-6344 / 6345 .

Acessos: 
Na rede:  Facebook |   Twitter|   LinkedIn|
© 2012 - Todos os direitos reservados - Psicpoed